Medeiros Dia Dia

Transportadora de eucalipto causa transtornos e prejuízos à população de Itanhém

publicado em 10/01/2017 às 15:40:26



>> JAN SANTOS

A redação do Medeirosdiadia recebeu várias denúncias, fotos e vídeos dos prejuízos causados por uma transportadora de eucalipto, que está atuando na cidade de Itanhém. Os flagrantes são diários, muitas carretas com peso extremamente acima da capacidade das ruas e estradas de terra, também utilizadas por motoristas e pedestres. O material é extraído de uma fazenda próxima a Cruzeiro do Sul (distrito de Vereda (BA) e trafega pelas Ruas Rubens David, Avenida Alves de Macedo e Rua 02 de Julho; depois segue pela BA 290, com destino ao Espírito Santo.

Fotos Lula Sousa e V.S.D

São dezenas de toneladas de eucalipto, que aceleram o desgaste das ruas e estradas, formando buracos e ondulações, redes elétricas danificadas, rachaduras nas paredes das casas, calçadas e meios-fios destruídos, poeira e poluição sonora dia e noite. Além de tudo isso, no final da tarde do último domingo(08/01), uma das carretas que tentava realizar uma curva, não conseguir completar a manobra e acabou destruindo parte do muro da escola Costa e Silva.

 Fotos Lula Sousa e V.S.D
 
Diante de toda essa situação, os cidadãos ficam sem saber a quem recorrer e disparam nas redes sociais:

 

Este morador da rua dois de julho filma o momento em que as carretas passam fazendo barulho em horário avançado: "00:34, olha a hora... vamos tentar dormir, né? Tentar, que(...)dormir mesmo, tem jeito não”.



"Ninguém aguenta mais esse poeirão e esse barulho. Queremos chamar atenção das autoridades políticas/administrativas para proibir, ou regularizar, o transporte de carga pesada, acima do normal, dentro da Cidade de Itanhém, uma vez que vem danificando as ruas e causando acidentes constantes, danos na rede elétrica e outros prejuízos à nossa cidade. Nós não aguentamos mais!”, disse uma moradora da Rua Rubens David, que preferiu não ser identificada.

 Fotos Lula Sousa e V.S.D

Este tipo de transporte, com excesso de peso, traz grandes prejuízos aos cofres públicos, com a constante necessidade de reparos nas ruas e estradas e são uma afronta aos cidadãos, que pagam pelos seu impostos.



Os benefícios da monocultura do eucalipto, assim como qualquer outra, é apenas para um pequeno grupo de pessoas. A outra parte da população é obrigada a viver com os problemas deixados por este tipo de iniciativa.

 

 

 



itanhem
comentou: Hoo querindos vai então mora e dormi na rua onde elas passa fala todos falas mais ninguém que esta nu lugar ?????afff ho gertinha

Samuel
comentou: Uilian, eu defendi a empresa que estava consertando os buracos da entrada da cidade e não os cofres públicos, entendeu?

Uillian Medeiros neto
comentou: A velocidade é controlada

Mais comentários »

AVISO! Os comentários não representam a opinião do MedeirosDiaDia.com.br! A responsabilidade é do autor da mensagem.

Comente esta matéria