link da rádio online
«
»
Logo
Publicado em 08/08/2018 às 15h47min | Autor: JAN SANTOS / MEDEIROS DIA DIA

Homem é preso depois de roubar loja de idoso e se passa por vítima: 'não me deram a nota fiscal'

O fato aconteceu por volta das 11:30 da manhã, nos boxes do Mercado Municipal, no Centro da cidade.
compartilha nas redes sociais:

Um homem foi preso pela Polícia Militar da 44ª CIPM de Medeiros Neto, no final da manhã desta quarta-feira (08), por volta das 11:30 da manhã, acusado de ter roubado um comerciante nos boxes do Mercado Municipal, no Centro da cidade.

De acordo com a vítima, o senhor Adelino Guimarães Silva, 89 anos de idade, popularmente conhecido como “seu Nenzinho”, que tem 03 boxes no mercado e atua no comercio a quase 60 anos, o homem teria se aproveitado do momento em que ele estava atendendo um cliente para entrar em outro box, colocar várias mercadorias em uma sacola e, em seguida, tentar sair sem pagar.

Flagrando a atitude do homem, colegas de seu Nenzinho o avisaram do que havia acontecido. Eles conseguiram alcançá-lo, porém, pressionado, o homem começou a discutir com o idoso, dizendo ter efetuado o pagamento das mercadorias e ainda tentou agredi-lo. De acordo com seu Nenzinho, ele só não apanhou porque um vizinho de loja interferiu na discussão.

Visto que não tinha conseguido coagir o comerciante, ele se evadiu do local e se escondeu dentro do carro de um loteiro (taxista) da Prata, que trabalha fazendo viagens pela região. A Polícia foi informada e, ao chegar no local, o homem ainda estava dentro do veículo fingindo estar dormindo.

Ele foi detido, encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Medeiros Neto, e identificado como sendo Daniel Fernandes de Souza, oriundo da comunidade da Prata (cerca de 15 Km de Vereda).  Na delegacia, ele começou a insultar e desacatar os policiais, se referindo aos mesmos com palavras de baixo calão.  

Questionado sobre o fato de ter se escondido em um táxi, ele disse que apenas tinha bebido muito: “Eu ‘tava’ travado, bolado já. E eu não queria brigar com ninguém. Eu pedi pro taxista abrir o carro pra descansar, deitei e adornei”, disse. Mesmo preso, ele ainda continuou afirmando que teria comprado as mercadorias e que foi “vítima” por ter sido acusado de roubo. Questionado quanto teria pagado nas mercadorias, ele disse não ter noção, porque ninguém deu a ele a nota fiscal dos produtos.

Ele foi ouvido pelo Delegado, Dr. William Telles, flagranteado por furto e arbitrado em fiança de R$1.000,00 (mil reais). Daniel Fernandes de Souza tem passagem por violência doméstica e possui histórico de desacato e resistência à prisão. A sacola, que continha 45 peças de roupa, foi recupera e devolvida ao seu legítimo dono.


Comentários

Para comentar esta notícia é necessário entrar com seu login no FACEBOOK.
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Copyright © 2017 MedeirosDiadia.com.br | Todos os direitos reservados